quinta-feira, 4 de outubro de 2012

TED, bom demais!

TedOntem 03/10 fui ver TED. A princípio o meu interesse pelo filme surgiu logo que vi na TV que na semana passada, “Ted” foi alvo de uma polêmica envolvendo o deputado Protógenes Queiroz (PC do B-SP), que levou o filho de 11 anos para assistir à trama sobre um homem e seu ursinho de pelúcia que fala (e fala muitos palavrões, além de consumir drogas adoidado. Em sua conta no Twitter, Queiroz chegou a sugerir que o filme fosse proibido no país, voltou atrás e passou a defender que a classificação indicativa fosse modificada para 18 anos (atualmente é 16) tentou censurar o filme. Imaginei, aí tem!

O filme é sensacional. Quando vi na TV sobre a possível proibição, ouvi dizer ser um filme “politicamente incorreto”, não é bem assim.

TED fala sobre o ursinho de pelúcia de John Bennett (Mark Wahlberg) que em um Natal, ganha vida. Os dois crescem juntos e, já adulto, ele deve escolher entre ficar com sua namorada Lori Collins (Mila Kunis) ou manter sua amizade com o urso Ted (Seth MacFarlane) após diversos acontecimentos hilários em que John e Ted se metem.

O que deve ter gerado o termo politicamente incorreto em relação ao filme deve ser o fato de que TED adora, sexo, drogas (maconha) e Festa, pega algumas prostitutas, introduz cenoura na vargina da sua namorada uma vez que TED não tem pinto, e diz palavrões. O filme também tem um casal gay e uma bicha enrustida e no início alguém culpa DEUS por TED ter ganhado vida. Por isso, o tal deputado não deve ter gostado do enredo e tentou barrar o filme, acontece que hoje ele é Recorde de bilheteria (Em dez dias de exibição, o filme já foi assistido por cerca de 550 mil pessoas, sendo 200 mil nos primeiros três dias em cartaz).

ted

O filme é muito bom, fala de magia e principalmente sobre Amizades verdadeiras, toca no Bullyng e é uma comédia bem inteligente. Uma das melhores cenas é a da briga entre TED e John, nesta cena (Mark Wahlberg) apanha de antena, na “bundinha branca” e ouve-se suspiros no cinema, que também suspira triste com a possibilidade da morte de TED. Eu amei o filme e a mensagem sobre o valor das amizades verdadeira e porque não, dos objetos que nos acompanham e que quando perdemos ou se quebram deixam saudades e marcas. Vale a pena ver o filme que de politicamente incorreto não tem nada. Acho que rolou um Recalque do Senhor Protógenes!  - Eu sorri do início ao fim!

 

-------------------------------------------------------------------------------------------

Veja Trailer, aqui: http://youtu.be/NPzHDxJbDXI

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/cultura/ted-cresce-nas-bilheterias-brasileiras-em-seu-2-fim-de-semana-6248798#ixzz28IxZvDIC

Postar um comentário